Monday, 27 June 2011

Dê uma Chance a Ela!

Preparem-se! Isto pode se tornar desagradável. Estou a ponto de compartilhar com vocês o meu lado feio.

Deixe-me contar tudo. Por um bom tempo guardei uma mágoa no meu coraçao contra alguém. Sim, você me entendeu muito bem! Eu simplesmente não poderia perdoar esta mulher. Veja, ela tinha me prejudicado muito, em ocasiões inúmeras. E, por mais que me dói admitir isto, eu não poderia perdoá-la por tudo que ela tinha me aprontado. Ela era alguem em que eu confiava muito. Eu sempre pensei que ela queria o melhor para mim, mas ela me desapontou muito. Eu não poderia vencer as coisas danosas que ela tinha me feito. Ela era responsável por muita dor na minha vida, e no meu pensamento, tinha que haver conseqüências por tudo que ela tinha feito contra mim. Eu não poderia deixar tudo aquilo passar. Eu tinha que acertar as minhas contas com ela. Se não, ela ia se escapar facilmente. Assim, alimentei sentimentos de mágoa contra esta mulher, e em cada oportunidade que surgia, eu fazia ela saber exatamente o que eu pensava dela.

Entretanto, numa noite inesquecível, tudo mudou. Numa reunião de oração em que eu participava, fomos convidados a perdoar todos aqueles contra quem mantínhamos mágoas. A minha mágoa contra ela era tão profundamente enraizada em mim, eu nem lembrava dela no inicio da oração. Depois uma introspeção longa, quando estava pronta a desistir desta oração, pensando que não era para mim, é que a ficha caiu. Assim começou um duelo dentro de mim! Deus disse: ‘Diga o seu nome em voz alta e perdoe-la.’ Eu disse: ‘Não, de jeito nenhum! Ela ainda tem que pagar um pouco mais.’ Esta guerra interna continuou, até em fim, com relutância, cedi e comecei a lentamente e repetidamente dizer em voz alta: ‘Eu te perdoo... eu te perdoo...’ Com cada confissão de perdão, o peso da minha mágoa diminuía. Finalmente eu pude concluir a oração: ‘Eu te perdoo... Moti Bernardino.’ Sim! Naquela noite, eu finalmente me perdoei por todas as minhas imperfeições.

Pela experiência acredito que nós mulheres somos duras com outras mulheres. Por exemplo, se um homem tiver um caso com uma outra mulher, embora não aprovaremos o caso, deixaremos-lo passar como algo normal, como algo que a maioria dos homens tendem a fazer. Mas, se é uma mulher que está tendo um caso com um outro homem, nós a julgaremos, a chamaremos de nomes e a deixaremos de lado. E de vez em quando chegaremos ao ponto de confrontá-la sobre o caso. Se uma mulher namorar um homem muito mais novo que ela, a chamamos de desesperada e de piores nomes que podemos pensar. Mas no caso do homem, deixaremos passar como uma algo normal. Somos rápidas a perdoar os erros dos membros do sexo oposto, enquanto lidamos severamente com aqueles das membros do nosso próprio sexo. Mas, a mulher com quem lidamos o mais severamente é nós mesmas. Não nos damos nenhuma chance.

Quantas vezes você coloca-se para baixo? Você diz constantemente a si mesma que não é nada, não é capaz, não é bonita, nem inteligente. O seu nariz é torto, a textura do seu cabelo não é bom, para mencionar alguns exemplos superficiais. Sempre que algum pensamento vier para inspirá-la a fazer algo positivo com a sua vida, você rapidamente silencia o pensamento com a palavra ‘mas’. Mas, me engravidei quando eu era ainda jovem, quem quererá casar-se comigo? Não terminei a escola, quem me contratará? Deixei-me engordar, como perderei todo este peso agora? Você não percebe que além de ser uma boa mãe, você é uma mulher vibrante, inteligente, o pacote total, que qualquer homem teria o orgulho de chamar a sua esposa, ou não percebe que a experiência que você ganhou no seu trabalho nestes anos todos de esforço deu-lhe uma vantagem muito melhor do que qualquer grau acádemico. Você não percebe que é uma mulher determinada e forte, que pode fazer tudo que ela decidir fazer. Por cada coisa positiva que você diz a si mesma, você tem dez razões negativas por que você não pode. Pare!!!... O que lhe dá o direito?

Querida amiga, nada nos dá o direito de mexer com a criação de Deus. Embora nos esforçamos para ser perfeitas, nenhum de nós é perfeita. Sempre cometeremos erros. Agora, é tempo de esquecer todos os erros que cometemos na ignorância no passado. Vamos colocar uma pedra sobre todas as nossas imperfeições. Não podemos mais permitir que elas nos acusem. Quando Deus disse: ‘Não julguem’ e ‘não condenem’, Ele estava nos incluindo na lista daqueles que não deveríamos julgar e condenar. Não temos nenhum direito de tomar a mulher que Deus criou na Sua própria imagem, e quebrá-la aos pedaços, até que a imagem de Deus nela seja irreconhecível. Deus a criou para governar sobre TODA a terra. Os Seus planos para ela são grandes. Está na hora de dar uma chance a esta mulher!

2 comments:

  1. Agora lendo este post, eu pude percebi que tenho magoa de mim mesma, e que me recuso a me perdoar. Enfim, meus olhos foram abertos.
    Eu realmente me identifiquei muito com esse post.

    ReplyDelete
  2. Obrigada,pq acabei de tirar de mim um fardo enorme,não consiguia me perdoa pelos erros do passado,mas ao ler este post.....Decidi seguir em frente e recomeçar!!!

    ReplyDelete